Index by incipit   MN

263 Muit' é be-aventurado 255 Na malandança nóss' amparança
125 Muit' é maior o be-fazer 112 Nas coitas devemos chamar
201 Muit' é mais a pïadade de Santa María 29 Nas mentes sempre tẽer
372 Muit' éste maior cousa 421 Nembre-se-te, Madre
202 Muito á Santa María 165 Nïú poder deste mundo  395
225 Muito bo miragr' a Virge 417 Nóbre do e mui preçado
292 Muito demóstra a Virge 219 No convê aa omage
2 Muito devemos, varões 312 No convê que seja feita
300 Muito devería óme sempr' a loar 217 No dev' a entrar nu' óme
209 Muito faz grand' érro, e e tórto jaz 98 No dev' a Santa María
210 Muito foi nóss' amigo  416 27 No devemos por maravia tẽer
378 Muito nos faz gra mercee 50 No deve nu' óme desto per re dultar
310 Muito per dev' a Reía 309 No deve por maravia
329 Muito per é gra dereito 26 No é gra cousa se sabe
349 Muito praz aa Virge santa  387 294 No é mui gra maravia seere obedïentes
87 Muito pua d' os séus onrrar 356 No é mui gra maravia se sabe fazer lavor
374 Muito quér Santa María 404 No é se guisa d' enfermos sãar
99 Muito se deve tẽer 78 No póde prender nunca mórte vergoosa
338 Muitos que pelos pecados 127 No pód' óme pela Virge
30 Muito valvéra mais, se Déus m' ampar 159 No sofre Santa María